GRUPO ABRIL

Grupo Abril

Imprensa

Releases

Fórum A Revolução do Novo, de VEJA e EXAME, promove debate sobre o impacto de mudanças globais nas empresas

19h03 23/03/2017

O fórum A Revolução do Novo, realizado ontem, pelas marcas VEJA e EXAME, do Grupo Abril, em parceria com a Coca-Cola Brasil, reuniu em sua segunda edição gestores e líderes de destaque no mercado brasileiro para examinar a transformação das empresas em ambientes cada vez mais disruptivos. Na abertura do evento, Walter Longo, presidente do Grupo Abril, destacou que a busca pela inovação é o caminho para a revisão de paradigmas e decisões estratégicas. “Não basta fazer algo muito bem, porque empresas também morrem por fazer as coisas certas por tempo demais. As grandes transformações precisam ser provocadas”, disse Longo. “A revolução envolve a adoção não apenas de novas ferramentas, mas de um novo comportamento”, completou.

A primeira palestra do dia, Inovação e Inovação Radical, trouxe Fernando Reinach, biólogo, sócio e gestor do Fundo Pitanga de Investimentos, que ressaltou o impacto nas empresas. “A inovação é essencial para o progresso das companhias e, ao mesmo tempo, também sua maior ameaça”. De acordo com Reinach, há dois tipos de inovação, a incremental e a radical: “A incremental envolve fazer algo cada vez melhor, com planejamento, num processo onde o fracasso é visto como falta de competência. Já na radical o fracasso não apenas é esperado, mas é regra, é aprendizado.”

Romero Rodrigues, fundador do Buscapé e sócio da empresa de investimentos Redpoint Eventures, destacou o valor do conhecimento para os empreendimentos no debate O Império da Tecnologia. Segundo ele, os problemas de gestão de infraestrutura podem ser resolvidos por meio dessa modernização. “Hoje em dia com um cartão de crédito você faz o catch up tecnológico da sua empresa. A revolução cognitiva é o que nos diferencia das outras espécies, e a Inteligência Artificial deverá melhorar ainda mais a eficiência dos trabalhadores brasileiros”, acredita. Cristina Junqueira, co-fundadora e vice-presidente do Nubank, concorda e lembra que o acesso ao conhecimento será crucial nessa jornada. “O maior desafio no Brasil é a educação. O trabalho automatizado pelas máquinas não irá substituir o trabalho de quem tiver educação”, garante a executiva. Paula Bellizia, presidente da Microsoft Brasil, salientou, entretanto, que a tecnologia é um meio, não um fim. “Ela está disponível para organizações de qualquer porte, e não somente para as grandes e estabelecidas”, afirma a executiva. “Uma empresa de garagem pode ter acesso à mesma tecnologia disruptiva que qualquer outra no mundo”, esclarece.

Mas qual a melhor forma de lidar com todo este conhecimento avançado ao alcance das empresas? Na palestra seguinte, A gestão no ambiente disruptivo, Vicente Falconi, sócio-fundador da Falconi Consultores de Resultado destacou a importância de uma cultura capaz de engajar toda a companhia. “As pessoas confundem gestão com administração, porém a verdade é que a segunda engloba a primeira. A gestão tem a ver com mudanças, e só se preocupa com o alcance de metas e resultados. O salto, a melhoria, depende da aquisição de conhecimento”, explica Falconi.

“A tecnologia é o meio fundamental para o ser humano alcançar uma nova condição. O primeiro passo é ter consciência do problema, pois se acomodar é o pior dos males”, sugeriu Guilherme Leal, empresário e co-presidente do Conselho de Administração da Natura, durante o último debate do encontro, Sustentabilidade – tão essencial quanto o lucro. Roberto Waack, presidente da Fundação Renova, afirmou que “fazer negócio é trazer soluções para problemas existentes. Precisamos conceber uma visão de mundo como um processo de interação com as pessoas”. Flávia Neves, Gerente de Sustentabilidade da Coca-Cola, admitiu a necessidade e fez um alerta: “Não dá para ser relevante para uma comunidade que você não participa. A tecnologia viabiliza a agenda do desenvolvimento sustentável.”

 

Grupo Abril – conhecimento é o nosso negócio

O Grupo Abril está na vida de milhões de pessoas. Unindo a expertise dos seus pilares de mídia, logística, licenças, assinaturas, big data, branded content, gráfica, a Abril produz conteúdo, informação de qualidade e soluções de comunicação e logística para seus clientes. Entre os mais de 90 títulos e sites que possui está VEJA, maior revista do Brasil e uma das maiores semanais de informação do mundo. Recentemente foram lançados GoBox, plataforma de clube de assinaturas, e GotoShop, operação de e-commerce. A Abril também possui em seu portfólio a CASA COR, maior evento de Arquitetura e Design das Américas.

A missão da Abril é “contribuir para a difusão de informação, cultura e entretenimento, para o progresso da educação, a melhoria da qualidade de vida, o desenvolvimento da livre iniciativa e o fortalecimento das instituições democráticas do país”.

Mais Informações:

Linhas Comunicação

www.linhascomunicacao.com.br

55 11 3465.5888

Tayane Scott –tayane@linhascomunicacao.com.br

Bruna Chioro –bruna@linhascomunicacao.com.br